terça-feira, 8 de setembro de 2009



Vinde a mim, mulher bela, mulher pura. Serás a suprema em minha aflição. Venha, cansei de vagar nas ruas. Trago no olhar o tédio de almas vazias, que não sei de onde vêm, não sei pra onde vão. Vinde a mim, com a água clara e milagrosa da fonte de teus beijos. Envenene meus lábios com os vinhos e pecados que encontro nas poças de desejo à margem de nosso destino.


Deixe que eu repouse, que eu descanse, que eu viva um segundo sequer liberta das angústias e desejos insanos. Estenda teus braços serenos e dê-me a paz. Deixe que eu adormeça em teu corpo à carícia de tuas mãos, e alegremente, não desperte mais.

9 comentários:

Rei disse...

Bonito texto amor, gosto muito do que escreve para mim *-*

Eu te amo <33

- um anjo ateu. disse...

morrer pra renascer em ti, somente pra amar (foi o que entendi).
E olha, você de volta por aqui, seja bem-vinda e que bom que você gosta das coisas que escrevo, obrigado mesmo *-*

Giovanna disse...

Lindo como sempre *9*
quanto tempo x)

Caroline. disse...

ahazou no texto *_____*
que bom que vc voltou a psotar sahasusahsausa
Beijoo =*

Maria Luísa disse...

nossa!!
sempre fico sem palavras!!!vc deveria envestir nesse dom!jah pensou em seguir carreira como escritora??vc tem futuro!!
parabens!

luá virgínia disse...

você é sempre tão.. profunda!rs

Tamires Amaral disse...

Já estava com saudades de vir aqui e ler um novo texto!
Adoro suas palavras, é bom ler algo de alguém que nos entenda, que vive o mesmo mundo que o meu.

Enfim.. Parabéns.
Beijão.

Laah... disse...

show vei... adorei o blog!!

Je disse...

Ahhhh se eu ganhasse um texto lindo desses :X Seria a pessoa mais feliz do Mundo!

Poxa, fazia tempo que não vinha aqui. Você continua maravilhosa como sempre. Srupreendente! Um beijão.