sexta-feira, 27 de junho de 2008


É interessante como a gente tá aprendendo coisas o tempo todo, e todo dia se redescobrindo, e se conhecendo melhor. Evoluindo na forma de pensar, amadurecendo sentimentos.


Às vezes, quando algum relacionamento termina, eu pelo menos me sinto mal, com a sensação de que talvez não tenha dado tudo que eu tinha pra relação dar certo. Às vezes me sinto frágil, como se eu tivesse tão mal que qualquer coisa pudesse acabar comigo. Às vezes me sinto a pessoa mais fraca do mundo, sem forças pra ficar bem, dependente demais dos outros. Às vezes me dá vontade de arrumar a bolsa e ir a pé pro Rio de Janeiro, enfiar uma pessoa no bolso e trazer pra cá. Às vezes eu acordo no meio do sonho mais perfeito, e me dou conta de que por mais real² que tenha sido, ainda era um sonho. Às vezes eu tenho ciúmes de amigos/amigas. Às vezes me dá vontade de voltar no tempo, e ficar pro resto da vida lá na Pedra da Cebola deitada na grama, me sentindo protegida de todas as coisas do mundo. Às vezes me dá vontade de deletar orkut/msn/fotolog/blog, só pra não ter mais como ficar acompanhando a vida das pessoas que amo, admiro e desgosto em segredo. Às vezes eu sinto como se ninguém me entendesse, como se eu fosse tão complicada que nem eu entendo (?). Às vezes eu pego a caixinha de música da minha mãe, onde eu guardo uma foto nossa, uma bailarina de porcelana, o tercinho de mão dela, e um anel, e toda vez que abro essa caixinha, me sinto tão próxima dela, me sinto abraçada com ela na cama ouvindo essa música, e começo a chorar de saudade. Às vezes eu pego a minha caixa onde guardo cartas de amigos desde a minha 5ª série, e me dá vontade de voltar no tempo pra aporveitar mais aqueles momentos que tive com essas pessoas especiais. Às vezes me dá vontade de ir na UFES colher amoras, só pra relembrar de um dia especial quando apareceu o arco-íris mais lindo que eu já vi em toda minha vida.
Às vezes, como agora, fico tão nostálgica.
Parei pra pensar outro dia, e me dei conta de que só não é feliz quem não quer. E vou falar só por mim agora. Eu tenho que decidir como tirar coisas boas de tudo que acontece. Minha mãe faleceu, mas depois disso, descobri o pai maravilhoso que eu tenho, que antes eu odiava. Eu me mudei do lugar onde eu morava, e amava, mas aqui fiz novos amigos, tenho mais segurança e vejo um futuro mais promissor. Meu namoro terminou, mas nesse tempo que ficamos juntos, pude conhecê-lo melhor, e hoje digo com o peito cheio de orgulho que ele é o meu melhor amigo, o que mais me entende, me atura e ajuda, e que independente de tudo, sempre vai estar comigo. E o sempre dele eu sei que é sincero. Fui num evento PÉSSIMO, no qual passei muita raiva, mas através dele, fiz um amigo especial, que amo cada dia mais....
SEMPRE tem um lado bom em tudo. Eu acredito cegamente nisso... ^^
Sejam felizes, tirem sempre proveito de tudo, e aprendam sempre mais com tudo que acontece, sabe?! Todo erro, todo sofrimento, traz consigo um novo aprendizado, e mais tarde, com certeza um sorriso.
Pra ser feliz não tem 'depende', não tem 'quem sabe', não tem 'talvez um dia'.
Ser feliz é escolha, e eu escolho ser muito feliz.

6 comentários:

Lucas disse...

teexto liiindo *-*
nostalgia é uma coisa
engraçada, e chega a ser
ruim as vezes...
Sim, felicidade é meio
psicológico. Desde o dia
que a gente escolhe ser
feliz, e leva isso a sério,
você É feliz.
;**

Icaro disse...

viva a vida sempre enxergando o melhor... mesmo q seja difícil...
a felicidade esta sempre por perto!
e a mudança de relacionamento nem sempre eh ruim...
e poderemos ver muitos outros arco ires... soh vc querer... *--*

italo candeias disse...

somos tão parecidos, que pensamos do mesmo jeito.
eu sei bem oq é isso.
e eu to aqui ♥

terceiras.intenções disse...

Eu já tinha lido, mas tava com preguiça de comentar. hahahaha

"Às vezes me sinto a pessoa mais fraca do mundo, sem forças pra ficar bem, dependente demais dos outros."


Eu disse mais ou menos isso no meu último post.
Sabe JUh, acho que é impossível não dependermos de outras pessoas.
Cara, se a gente for ver, se não fossem as pessoas que nós amammos e que nos amam também, não seríamos NADA. Depender é normal, assim como a gente depende de outras pessoas elas também dependem da gente. É uma troca.

E quanto a enxergar coisas boas em momentos ruins, sei que vocÊ se sai muito bem, pois sem dúvida eu venho aprendendo isso com vc cada vez mais.


Ah, e venha logo pra cá, me coloque no seu bolso e me leve com vc. Oque tá esperando? u.ú

Te amo, minha linda. Nem sei explicar, mas acho que você entende o quão intenso é. (L) ;*:

MariBarros disse...

Fez um ótima escolha, ser feliz é o há!
Tudo de bom, jujubis *_*
att meu Blog, KKKKKKK
tinha me esquecido que tinha um, rs

beijos :**

danisita disse...

eu também acho que sempre tem uma lado bom das coisas :)
amei o seu texo